Tempo de Leitura: 5 minutos

Seu nascimento foi decretado lá em 1929, quando ainda existia a Companhia de Terras Norte do Paraná e o cultivo do algodão era o plano para alavancar a cidade. Isso mesmo, estamos falando sobre Londrina, que desde os primeiros imigrantes até os dias atuais, carrega consigo uma história cheia de conquistas e grande crescimento econômico.

A cidade que evoluiu de pequenos latifúndios e hoje se tornou uma das mais importantes do Sul do país merece ter sua história contada. Por isso, fizemos uma linha do tempo para você conhecer mais sobre essa cidade maravilhosa chamada Londrina! Confira…

1904 – Os Primeiros Imigrantes

O norte do Paraná é conhecido pela sua terra roxa, fértil e, até algumas décadas atrás, por sua extensa floresta. Dado a isso, em 1904, começou uma colonização espontânea na cidade devido a entrada de pessoas vindas de Minas Gerais e São Paulo, tentando uma nova oportunidade de vida onde antes existia apenas uma grande floresta.

1924 – A Chegada de Lord Lovat

Em 1924, chegou à região a Missão Montagu, chefiada por Lord Lovat, que ficou impressionado com a qualidade do solo da região e instalou-se aqui para investir em plantações de algodão, com o apoio da Brazil Plantations Syndicate, de Londres.

Diversos fatores fizeram com que o empreendimento com algodão falhasse, mas devido a qualidade exuberante da terra foi criada em Londres a Paraná Plantations e sua empresa subsidiária brasileira, a Companhia de Terras Norte do Paraná, cuja qual deu grande impulso ao desenvolvimento da região, pois concedeu todos os títulos de propriedade da terra, medida inusitada para as condições da região e mesmo do Brasil.

1925 – Companhia de Terras Norte do Paraná

A grande novidade introduzida pela Companhia foi a repartição dos terrenos em lotes relativamente pequenos, promovendo, desta forma, aos trabalhadores sem posses a oportunidade de adquirirem os pequenos lotes.

A Companhia tinha como política “Favorecer e dar apoio aos pequenos fazendeiros, sem por isso deixar de levar em consideração aqueles que dispunham de maiores recursos”. Este sistema estimulou muito a concentração da produção, principalmente cafeeira, a explosão demográfica, a expansão de núcleos urbanos e o aparecimento de classes médias rurais.

1929 – Chegada dos Pioneiros

Em agosto de 1929 chegaram os pioneiros da cidade, o primeiro posto avançado da colonização inglesa na região. A expedição chefiada pelo inglês George Craig Smith, chegou ao lugar da cidade marcado hoje como “Marco Zero”.

1934 – Nascimento de Londrina

No dia 10 de dezembro de 1934 Londrina foi oficialmente fundada através do Decreto Estadual nº 2519, que “estendia-se desde a divisa do município de Sertanópolis até o rio Paraná, limitado ao norte pelo rio Paranapanema, abrangendo uma superfície de 923.117 alqueires”, críticas do Dr. Alexandre Rasgulaeff quanto ao traçado de Londrina.

Assim nasceu nossa Pequena Londres, uma homenagem a cidade de Londres na Inglaterra, prestada pelo Dr. João Domingues Sampaio, um dos primeiros diretores da Companhia de Terras Norte do Paraná.

1934 – Ciclo Econômico do Café

Em 10 de dezembro de 1934, Londrina torna-se município. O cultivo do café, plantado antes mesmo da chegada da primeira caravana, estabeleceu o primeiro ciclo econômico.

1961 – O Ouro Verde Criou Riquezas

Nesse ano Londrina foi responsável por cerca de 51% do café produzido no mundo e ganhou o apelido de “Capital Mundial do Café”. Os fazendeiros, proprietários de terra, construíram casarões e ficaram conhecidos como os “Barões do Café”, e os grãos do café eram conhecidos como “Ouro Verde”.

1970 – Nascimento da UEL

Um plano que teve início em 1968, a concretização da UEL se deu pela junção de cinco outras faculdades no dia 28 de janeiro de 1970.

O projeto inicial agregou em departamentos os vários professores e disciplinas dos cursos existentes na época, que se tornaram os atuais centros de estudos. Eram ofertados 13 cursos de graduação: História, Geografia, Letras Anglo-Portuguesas, Letras Frango-Portuguesas, Pedagogia, Ciências, Direito, Odontologia, Medicina, Farmácia e Bioquímica, Ciências Biomédicas, Ciências Econômicas e Administração.

Em 1987 foi implantado o ensino gratuito no nível de graduação, o que transformou a universidade dependente financeiramente do Governo Estadual, de onde se origina a maior parte dos recursos para sua operação e manutenção.

1975 – Geada Negra

Em 1975 uma grande geada atingiu todo o norte do Paraná, arruinando as plantações de café. Enquanto algumas pessoas iniciaram novamente o trabalho com café, outras preferiram investir em diversos ramos da economia.

Como após o plantio das mudas de café é necessário esperar cerca de 2 anos para iniciar as primeiras colheitas, Londrina perdeu o posto de grande produtor de café, mas já tinha desenvolvido um grande crescimento urbano com indústrias, universidades e empresas de prestação de serviços.

2019 – Londrina Atual

Atualmente, Londrina tem um crescimento constante e se consolidou como principal ponto de referência do norte do Paraná, além de exercer grande influência e atração regional.

A tecnologia do conhecimento representa uma nova economia, um novo padrão de empresas e produtos mundiais. Londrina possui diversas universidades reconhecidas nacionalmente, as universidades atraem empresas de tecnologia, serviços, saúde, entre outros ramos, o que fez com que a cidade seja referência no Sul do país.

Com apenas 84 anos de existência, podemos dizer que londrina ainda é uma cidade muito jovem, porém com segurança, qualidade de vida, crescimento constante e, com certeza, antenada para o futuro.

Essa é a homenagem do Cidade Oferta a essa cidade incrível que nos recebe de braços abertos todos os dias. Obrigada!